Nathália Dill é Branca em “Liberdade, Liberdade”

É proibida a reprodução integral ou parcial do conteúdo deste site, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro.

Após protagonizar Alto Astral e fazer uma participação especial em Êta Mundo Bom, a atriz Nathália Dill está dando expediente no Projac novamente. Ela já está se preparando para interpretar Branca, a vilã que vai infernizar Joaquina (Andreia Horta) e Luís Afonso (Bruno Ferrari) na próxima novela das 23h da Rede Globo, Liberdade, Liberdade, escrita por Márcia Prates, que estreia em abril, sob a direção geral de Vinicius Coimbra. Além dela, que foi convocada após a saída de Mariana Ximenes e Marjorie Estiano, Rubião (Mateus Solano) também será um vilão.

Integram o elenco da novela Liberdade, Liberdade os atores Andreia Horta, Bruce Gomlevsky, Bruno Ferrari, Caio Blat, Dani Ornellas, Guilherme Piva, Hanna Romanazzi, Juliana Carneiro da Cunha, Ju Colombo, Laís Pinho, Letícia Isnard, Lilia Cabral, Maitê Proença, Mateus Solano, Nathália Dill, Sheron Menezzes, Thiago Martins, Vitor Thiré, Yanna Lavigne, Yasmin Gomlevsky e Zezé Polessa. As gravações do folhetim, que vai ocupar a faixa da minissérie Ligações Perigosas e anteceder a minissérie Justiça, ambas de Manuela Dias, terão início no final do mês de janeiro.

Na história, Joaquina é abandonada por sua mãe, a amargurada Antônia (Zezé Polessa), em um convento, ainda criança, pois, desta forma, a corte portuguesa fica sem pistas de como encontrá-la. É que um decreto obriga as autoridades a aplicarem a mesma pena dos participantes da inconfidência mineira nos filhos destes, ou seja, como o pai da moça, Tiradentes (ator não divulgado), foi condenado à morte por enforcamento, ao contrário dos outros homens que foram exilados no exterior, a corte portuguesa quer a cabeça dela também. Quando foge para a Bahia, Joaquina conhece Luís Afonso no trem, mas quando retorna para a Bahia, Antônia é capturada e ela precisa desistir do grande amor da sua vida para fugir do país.