Resumo Semanal: Novela Coração Indomável: 14/09/2015 a 18/09/2015

Capitulo 146, segunda-feira, 14 de setembro

Clementina diz a Afonso que Celia saiu com Mercedes depois da visita de Otávio. Ela ainda diz que, pelo ciúme de Otávio e desconfiança de Celia, Afonso deveria deixar de fazer a pintura de Maricruz. Ele não concorda. Por telefone, Afonso diz a Elsa que o caso deles não pode ser levado adiante porque ela é uma menina. Na galeria de arte, Afonso se assusta por tanta concorrência. Celia, Clementina e Francisco observam o quadro “A Dama”. Doris entra e, ao ver o quadro de Maricruz, o critica. Otávio diz que Maricruz é muito bonita e Doris não deve ser hipócrita negando a beleza da rival. Anibal escuta envaidecido as críticas positivas a sua pintura, “A Liberação”. Otávio enfrenta dois homens que falam do quadro de Maricruz, denegrindo a dizendo que a “modelo” da pintura é o novo caso de Afonso. Otávio exige que Afonso retire da exposição o quadro “A Dama”. Ele se recusa. Otávio, furioso, reclama com Maricruz, a ofende e sai. Clementina comenta com Francisco sobre os elogios que a imprensa fez sobre a exposição de Afonso, principalmente ao quadro “Liberação” e ao de Maricruz. Maricruz diz a Joaninha que os melhores quadros e donos das melhores críticas foram os de Afonso, principalmente o intitulado “A Dama”.  Em seu estúdio, Afonso serve vinho a Anibal, o apressa a toma-lo e oferece dinheiro pelo quadro “Liberação”, Anibal se nega a vendê-lo e o diz que inscreverá o trabalho numa grande exposição, na qual pode ganhar fama e muito dinheiro. Lucrecia, Leonor e Herminia elogiam o sucesso da exposição de Afonso e parabenizam Mercedes por seu casamento com Afonso. Afonso se despede de Anibal e pensa em não devolver a ele seu quadro. Um apreciador de pinturas alemão oferece uma grande quantia em dinheiro a Afonso pelo quadro “Liberação”. Afonso se nega a vende-lo, então o comprador aumenta a oferta e o diz que o quadro é um trabalho de genialidade. Clementina e Maricruz ouvem que o quadro “A Dama” foi roubado. No quarto do hotel, Otávio, furioso, destroi o quadro “A Dama”. Maricruz chega ao estúdio de Afonso e escuta Anibal que lhe pede que devolva sua obra. Afonso oferece mais dinheiro pela obra. Afonso diz a Maricruz que ofereceu uma alta quantia em dinheiro a Anibal, porque já vendeu muitas obras. Maricruz o chama de ladrão e Afonso diz que se ela não se aliar a ele, processará Otávio pelo roubo do quadro “A Dama”.

Capitulo 147, terça-feira, 15 de setembro

Maricruz e Afonso chegam a um acordo que nem ele dirá quem roubou o quadro e nem ela quem é o seu autor. Clementina diz que Maricruz é uma aventureira com passado obscuro. Maricruz lhe dá um tapa. Doris sugere a Otávio que envie os restos do quadro para Afonso. Maricruz diz a Joaninha que Afonso pode chegar a acusar Otávio de haver roubado seu quadro, e se ele o fizer, todos estarão envolvidos em um grande escândalo. Por telefone, Afonso pede a Elsa que lhe dê um tempo para resolver seus problemas e posteriormente a chamará para que se vejam. O agente Giménez pergunta a Maricruz se ela tem alguma suspeita quanto ao roubo de seu retrato, ela nega.

Capitulo 148, quarta-feira, 16 de setembro

Maricruz diz a Clementina que deixará a casa. Afonso diz a Clementina que o ex-esposo de Maricruz foi quem roubou o quadro dela. Afonso recebe junto a carta, o quadro de Maricruz em pedaços. Afonso diz a Natasha que ele pode causar muitos contratempos a Maricruz e que exibirá, no mesmo lugar onde estava o quadro “A Dama”, uma nova obra intitulada “A Dama Nua”. Maricruz diz a Joaninha que está certa que Afonso buscará se vingar dela. No quarto de Otávio, o agente Giménez o interroga sobre o roubo do quadro “A Dama”. Otávio se mostra indiferente. O agente mostra a Otávio umas provas que o comprometem e ele acaba confessando ser o autor do roubo. Afonso termina de pintar o quadro de Maricruz nua. O inspetor diz a Afonso que Otávio foi quem roubou seu quadro. Na galeria, Anibal vê a obra “A Dama Nua” e a reconhece como a melhor pintura já feita por Afonso. Clementina lê em um jornal que na galeria está exposto uma nova pintura com a mesma dama, agora nua, e que muitos já reconhecem a obra como uma das melhores já feitas.

Capitulo 149, quinta-feira, 17 de setembro

Um comprador estrangeiro oferece uma alta quantia em dinheiro a Afonso pelo quadro “A Dama Nua”. Celia diz a Clementina que o compromisso de Mercedes e Afonso está desfeito devido a toda a polemica em torno do novo quadro. Joaninha mostra a Maricruz o jornal onde saiu a foto de seu quadro nua. Maricruz se enfurece e diz a Joaninha que matará Afonso. Celia diz a Mercedes que o compromisso dela com Afonso está desfeito. Maricruz pede a Joaninha que leve Lupita com Otávio e lhe diga o que planeja fazer com Afonso. Mercedes ameaça se suicidar caso Celia não permita seu casamento com Afonso. Maricruz toca a campainha com insistência no apartamento de Afonso. Anibal tenta acalmá-la. Clementina diz a Afonso que Celia rompeu seu compromisso com Mercedes. Maricruz, furiosa, diz a Anibal que irá procurar Afonso para matá-lo e sai. Maricruz decide não matar Afonso já que o culpado de tudo é Otávio. Afonso chega a seu estúdio e Anibal o espera. Afonso o vê e convida para entrar. Anibal entra e lhe conta sobre a furia de Maricruz.  Joaninha pede a Maricruz que não trabalhe em nenhum lugar que a denigra como mulher. Mercedes chega à casa de Clementina e diz que fugiu porque Celia não lhe permitiria casar se com Afonso.

Capitulo 150, sexta-feira, 18 de setembro

Anibal se desespera ao descobrir que seu quadro não está mais na galeria e diz ao inspetor de polícia e ao agente Giménez que o ajude a recuperar seu quadro “Liberação”. Doris diz a Otávio que roubaram o quadro de Anibal da exposição de Afonso. O Inspetor e o agente suspeitam que o roubo do quadro foi uma jogada de Afonso para gerar publicidade para a exposição. Maricruz diz a Joaninha que seria melhor irem embora da cidade e começar uma nova vida em um local onde ninguém as conheça. Doris diz a Otávio que Afonso substituiu o quadro “A Dama” pelo quadro “A Dama Nua”.  Otávio se decepciona com Maricruz. Na casa de Clementina, Celia, furiosa, diz que deixará que Mercedes e Afonso se casem, mas nunca os apoiará economicamente. Otávio pensa em matar Afonso. Afonso diz ao agente de polícia que não sabe nada do quadro “Liberação”. O agente diz que não vale a pena mobilizar toda a polícia pela busca do quadro, já que ele não tem um valor muito elevado. No apartamento de Afonso, Anibal ameaça Afonso com uma navalha. Afonso diz que vendeu o quadro por cento e cinquenta mil reais e que o homem que o comprou reside na Alemanha. Anibal diz que o quadro valia mais de trezentos mil. Anibal golpeia Afonso com a navalha e sai do apartamento. Afonso fica inconsciente no chão ensanguentado. Otávio entra no apartamento de Afonso e o encontra morto. Ao sair se encontra com João José  e diz a ele que Afonso está no chão apunhalado mortalmente. João José culpa Otávio pelo assassinato de Afonso. Clementina recebe por telefone a informação da morte de Afonso e cai desmaiada. Rita diz a Francisco que acredita que Afonso está ferido em seu estúdio. Francisco e Mercedes saem. Um agente de polícia prende Otávio pelo assassinato de Afonso. Doris é informada da detenção de Otávio.