Domingos Montagner será marido de Cláudia Abreu na novela Minha Sagrada Família

Após interpretar o oceanógrafo Miguel na novela ‘Sete Vidas’, o ator Domingos Montagner irá da faceta de mocinho para a de vilão em seu próximo trabalho. Escalado para o elenco da próxima novela das nove da Rede Globo, ‘Minha Sagrada Família’, que vai substituir ‘A Regra do Jogo’ a partir do dia 7 de março de 2016, ele interpretará o empresário Tião, que trabalha como investidor, na produção, que marcará a estreia de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari no horário nobre. O personagem dele será casado com Heloísa (Cláudia Abreu) e irá infernizar a vida de Pedro (Reynaldo Gianecchini). A direção geral será de Fabrício Mamberti e a direção de núcleo será de Denise Saraceni.

O elenco da novela ‘Minha Sagrada Família’ é formado até o momento pelos atores Arianne Botelho, Camila Morgado, Chay Suede, Cláudia Abreu, Cláudia Raia, Domingos Montagner, Emanuelle Araújo, Gabriel Leone, Heloísa Périssé, Humberto Carrão, Grazi Massafera, Isabella Santoni, João Baldasserini, José Mayer, Leandra Leal, Luísa Arraes, Maria Flor, Mayana Neiva, Natália do Valle, Otávio Augusto, Regiane Alves, Reynaldo Gianecchini, Tarcísio Meira, Tuca Andrada, Vera Holtz e Vladimir Brichta. O restante do elenco será anunciado ao longo desta semana e poderá não ter alguns nomes já citados, que estão sendo disputados para outras produções da emissora.

O ator Domingos Montagner estreou na televisão em 2010, na série ‘Força Tarefa’. Depois, participou da série ‘A Cura’ e da minissérie ‘Divã’. Na sequência, vieram a novela ‘Cordel Encantado’, a minissérie ‘O Brado Retumbante’, a novela ‘Salve Jorge’, o filme ‘Gonzaga – De Pai Pra Filho’, que virou telefilme em uma edição realizada pela Rede Globo para exibição na televisão, a novela ‘Joia Rara’ e a novela ‘Sete Vidas’, sendo que nesta última produção, ele viveu o seu primeiro protagonista. Em seu novo trabalho, ele irá fazer a sua estreia como antagonista.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.