Dancin Days vai virar musical de teatro

Os autores-roteiristas Nelson Motta e Patrícia Andrade começaram a idealizar um novo espetáculo: eles vão escrever uma peça teatral, do gênero musical, sobre a história da danceteria Frenetic Dancing Days Discotheque, que inspirou a realização das novelas ‘Dancin’ Days’, exibida em 1978, e ‘Boogie Oogie’, exibida em 2014, ambas pela Rede Globo. O projeto está em fase embrionária e ainda não possui uma produtora envolvida na sua realização. A ideia é mostrar como era o movimento disco, que fez a cabeça dos jovens na década de 70, bem como o nascimento da banda As Frenéticas, formadas por garçonetes que também cantavam e dançavam.

A danceteria Frenetic Dancing Days Discotheque foi fundada no ano de 1976 pelo próprio Nelson Motta, que também é jornalista e produtor musical, e ficava situada dentro do Shopping da Gávea, localizado na zona sul do Rio de Janeiro. O empreendimento só ficou aberto ao público durante seis meses, o suficiente para se tornar um local épico para a juventude da época por conta da sua inovação e da sua libertinagem. A danceteria foi fechada pela polícia por causa das constantes reclamações dos vizinhos por conta do barulho diário das músicas tocadas e da bagunça das pessoas que frequentavam o local.

Nelson Motta e Patrícia Andrade foram responsáveis pela realização de outras peças teatrais musicais, como é o caso de ‘Elis – A Musical’ e ‘S’imbora – A História de Wilson Simonal’. Sozinho, Nelson Motta assinou ‘Tim Maia – Vale Tudo’ e foi co-autor da minissérie ‘O Brado Retumbante’, da Rede Globo. Já Patrícia Andrade comandou ‘Cássia Eller – O Musical’. No cinema, ela assinou os filmes ‘Gonzaga – De Pai Pra Filho’, ‘Salve Geral’, ‘Era Uma Vez’ e ‘2 Filhos de Francisco’. Na televisão, fez a série ‘Preamar’, da HBO, a minissérie ‘O Canto da Sereia’ e o programa ‘Por Toda Minha Vida’, ambos da Rede Globo.