Letícia Colin e Cássia Kis Magro são reservadas para minissérie sobre Shakespeare

http://noticiasdetv.com/
http://noticiasdetv.com/

Prestes a entrarem no ar na próxima novela das 21h da Rede Globo, ‘A Regra do Jogo’, escrita por João Emanuel Carneiro e dirigida por Amora Mautner, que estreia na próxima segunda-feira (31), no lugar de ‘Babilônia’, as atrizes Letícia Colin e Cássia Kis Magro, que viverão, respectivamente, Patrícia e Djanira na trama, não terão férias após o término da exibição, no início de março de 2016. Elas vão engatar o trabalho com uma minissérie sobre as tragédias de Shakespeare, que possui estreia prevista para o mês de janeiro de 2017, na faixa das 23h, com autoria de Euclydes Marinho.

A direção geral da minissérie sobre as tragédias de Shakespeare, ainda sem título provisório divulgado, será de Joana Jabace e a direção de núcleo será de Amora Mautner. Ambas atualmente comandam as gravações da novela ‘A Regra do Jogo’ com a chamada caixa cênica, que oculta as câmeras dos cenários e permite a livre movimentação dos atores, assim como acontece nos reality shows, como o Big Brother Brasil. Ainda não foram revelados detalhes sobre a história do projeto, que entrará no ar, na programação, no horário em que atualmente é exibida especificamente a novela ‘Verdades Secretas’, escrita por Walcyr Carrasco.

O elenco da minissérie sobre as tragédias de Shakespeare conta em seu elenco até o momento com os atores Cássia Kis Magro, Bruno Gagliasso, Letícia Colin e Marjorie Estiano. Enquanto, Cássia Kis Magro e Letícia Colin entram em cartaz na novela ‘A Regra do Jogo’, Bruno Gagliasso está no ar na novela ‘Babilônia’ até o próximo sábado e também estava cotado para o elenco do próximo trabalho de Glória Perez para o horário nobre, que substituirá ‘Minha Sagrada Família’, de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. Já Marjorie Estiano grava a minissérie ‘Ligações Perigosas’, que estreia em janeiro de 2016, na faixa das 23h.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.