Resumo Semanal: Novela “Carrossel” – 20/04/2015 a 24/04/2015

Capítulo 26, segunda-feira, 20 de abril

Helena conversa com Jaime e afirma que ele passou dos limites. O garoto tenta se defender ao dizer que Maria Joaquina ofendeu seu pai. Helena aconselha Jaime a pedir desculpas a Maria Joaquina e Davi. Os meninos se reúnem na casa abandonada para decidir a presença das meninas na Patrulha Salvadora. Miguel pergunta a Maria Joaquina como foi o retorno às aulas. Maria Joaquina conta ao pai que a sala inteira ficou comentando que ela e Jaime são namorados. Feliz, Cirilo conta ao pai que a Maria Joaquina disse que sentiu a falta dele. Helena dá uma aula sobre crimes ambientais, sobre como se deve preservar o meio ambiente e as responsabilidades que cada um deve ter. Laura afirma a Helena que as pessoas que arrancam as árvores são muito antiromânticas. Helena aconselha os alunos a plantarem árvores nas ruas de seus bairros. No pátio, Firmino ensina os alunos como uma árvores deve ser plantada. Maria Joaquina critica ferozmente as brincadeiras de Valéria em sala de aula. A “patricinha” afirma que Valéria atrapalha sua concentração. Maria Joaquina volta a ser a garota esnobe. Marcelina fica ao lado de Valéria e pergunta a Maria Joaquina por que ela é tão chata. Durante o recreio, Marcelina afirma que Valéria e Maria Joaquina nunca vão se entender. Valéria afirma que não suporta a presença de Maria Joaquina. Ao ver Maria Joaquina empurrar Cirilo, Valéria não consegue se conter e vai até ela tirar satisfações. Na diretoria, Olívia comenta com Matilde que não vê a hora de assinar a carta de demissão de Helena. Matilde desabafa com Olívia e diz que está ficando esgotada. Imperativa, Valéria diz a Maria Joaquina que precisa ter uma conversa com ela. Maria Joaquina dá as costas a Valéria, que começa a cutucá-la insistentemente. Valéria acusa Maria Joaquina de ter falado mal do pai de Jaime, de ter dedurado Marcelina e de tratar mal Cirilo. Desafiadora, Valéria afirma a Maria Joaquina que ela vai escutá-la por bem ou por mal. Matilde conta a Olívia que um dos alunos de Helena colocou um CD de heavy metal em seu aparelho de som, a música quase estourou seus tímpanos. Olívia chama a atenção de Helena e pede para a professora descobrir o culpado. Valéria e Maria Joaquina começam a discutir bravamente no pátio. As meninas ficam ao lado de Valéria.

Capítulo 27, terça-feira, 21 de abril

Valéria afirma a Maria Joaquina que todos resolveram aplicar o castigo do silêncio nela porque ela não é uma pessoa amiga. Maria Joaquina diz não se importar com o que as pessoas pensam dela. Davi comenta com Maria Joaquina que se ela não se importasse não teria ficado doente, com febre. Valéria diz a Maria Joaquina que nunca mais dirigirá a palavra a ela e a chama de fofoqueira, metida e orgulhosa. Maria Joaquina retruca e diz que Valéria é tagarela e puxa-saco. As duas partem para a briga e se pegam pelos cabelos. Firmino chega, as separa e passa um sermão nelas. Ele ameaça levá-las à diretoria. As duas se engalfinham novamente. Daniel vai à sala de professores e conta a Helena que Valéria e Maria Joaquina estão brigando. Matilde espia o diário de Helena e desconfia de que os alunos gostam dela porque ela dá boas notas a eles. Helena flagra a professora Matilde olhando seu diário. Cirilo oferece ajuda a Maria Joaquina, mas ela afirma que não precisa dele. Paulo dá parabéns a Valéria pela briga. Ele pergunta se ela colocou o CD na mochila de Maria Joaquina. Na sala de aula, Helena pergunta aos alunos quem colocou um CD de heavy metal no aparelho de som da professora Matilde. Ninguém se manifesta. Maria Joaquina comenta que aparelho de som é coisa do século passado, pois ela ouve músicas no mp3. Helena chama Valéria e Maria Joaquina para uma conversa particular. A professora pede que Graça fique com os alunos. Paulo comenta com Kokimoto que tem um plano; os dois começam a cochichar. Preocupado com a amada, Cirilo pergunta a Daniel se Maria Joaquina será castigada. No pátio, Helena pede para Valéria e Maria Joaquina parar de brigar. Daniel comenta com Cirilo que Valéria e Maria Joaquina estão tomando uma bela bronca da professora Helena. Cirilo fala a si mesmo que amor e ódio caminham lado a lado. Ele reflete que se Maria Joaquina o xinga é por que o ama. Helena pede para Maria Joaquina e Valéria fazerem as pazes. As duas trocam olhares fulminantes e não fazem as pazes. Helena pede para Valéria retornar à sala. Helena aconselha Maria Joaquina a não guardar ressentimentos, não faz bem. Petulante, Maria Joaquina afirma que não guarda ressentimentos de Valéria, pois a despreza. Enquanto Helena conversa com Maria Joaquina no pátio, os meninos fazem guerra de bolinhas contra as meninas. Graça está em desespero na classe, pois não consegue controlar a turma. No meio da confusão, Paulo diz para a Valéria colocar o CD de heavy metal na mochila de Maria Joaquina. Ela o faz. Decidida, Maria Joaquina revela a Helena que nunca mais dirigirá a palavra a Valéria. Ao chegar na sala, Helena flagra a balbúrdia dos alunos. A professora fica nervosa e faz todos arrumarem a bagunça. Paulo e Kokimoto pedem para ir ao banheiro, mas vão à sala de ciências. A dupla vai colocar em prática o plano que arquitetou.

Capítulo 28, quarta-feira, 22 de abril

Paulo entra na sala de ciências. Kokimoto fica na porta como vigia. A dupla vai colocar em prática o plano que arquitetou. Professora Helena pede para Maria Joaquina e Valéria irem até a sala de ciências pegar o material para aula, as lâminas com insetos. Maria Joaquina não quer dirigir a palavra a Valéria e pergunta se ela precisa mesmo ir. Alícia afirma a Helena que está se sentindo mal, não está com um bom pressentimento. Maria Joaquina e Valéria entram na sala para pegar o material. Paulo está escondido dentro do armário. As garotas começam a procurar as lâminas com insetos que a professora Helena pediu. Elas começam a mexer nas experiências. Inimigas, as duas começam a se alfinetar. Valéria chama Maria Joaquina de fofoqueira. O esqueleto que está atrás de Valéria começa a se mexer e coloca a mão no ombro da garota. É Paulo quem o está manipulando dentro do armário. Ao ver o esqueleto se mexer, Valéria desmaia. Ao ver a colega desmaiada, Maria Joaquina se desespera e tenta reanimá-la. Alícia vai à sala de ciências e vê Valéria desmaiada. Maria Joaquina pede para Alícia chamar Helena o mais rápido possível. Alícia corre até a sala e conta a Helena que Maria Joaquina matou Valéria. Maria Joaquina conta a Helena que Valéria estava muito assustada e desmaiou. Valéria é levada para a enfermaria. Ela se recupera, retorna à sala de aula e revela que o esqueleto da sala de ciências se mexeu. Valéria agradece Maria Joaquina por ajudá-la. Olívia e Matilde vão à sala de aula e pedem para os alunos colocarem as mochilas sobre a mesa, pois vão revistá-las. Olívia encontra o CD de heavy metal na mochila de Maria Joaquina, que se defende ao dizer que não ouve aquele gênero de música. Cirilo defende a amada. Olívia pede a agenda de Maria Joaquina, pois dará uma advertência nela. Maria Joaquina cai em prantos. Ao ver o estado de Maria Joaquina, Valéria assume a culpa e revela que foi Paulo quem colocou o CD no aparelho de professora Matilde. Olívia ameaça expulsá-los. Helena afirma a Olívia que Valéria e Paulo não precisam ser expulsos, pois ela mesmo dará uma castigo a eles. Helena coloca fone de ouvidos em Valéria e Paulo e fazem os dois ouvirem heavy metal. Rosa e Ricardo, pais de Valéria, conversam sobre o desmaio que a filha teve, pois é o segundo em tão pouco tempo. Preocupada, Rosa fala em levar a filha para fazer exames. Rosa elogia Valéria por ter feito as pazes com Maria Joaquina. Valéria afirma que no fundo Maria Joaquina é uma pessoa boa. Frederico e Inês, pais de Carmen, têm uma forte discussão. Frederico fala em pedir o divórcio. Carmen ouve a conversa dos pais às escondidas.

Capítulo 29, quinta-feira, 23 de abril

Matilde vai à sala de aula e mexe nos diários de Helena. Ela promete provar que Helena dá nota alta aos alunos. Matilde afirma que vai acabar com a perfeição de Helena. Ela adormece na carteira e sonha que substitui Helena. No sonho, os alunos começam a elogiá-la, dizem que a ama, que ela é a melhor professora do mundo. Matilde sonha que os alunos começam a tocar violino para ela. Matilde acorda, Helena e os alunos estão ao seu redor. Helena percebe que a professora de música está estranha e pergunta se ela está bem. Os alunos começam a rir de Matilde, que sai correndo. Firmino, Olívia e Graça estranham o fato de Matilde estar de pijama. Frederico entrega a chave de casa para Inês. Ele afirma à ex-mulher que não vai conseguir ajudar nas despesas de casa. Olívia repreende Matilde e diz que ela cometeu um erro gravíssimo. Durante a aula de música, Valéria e Laura sentem a falta de Carmen, que está isolada no pátio. Professora Helena percebe que a garota está triste. Carmen conta a Helena que sua mãe, Inês, vai vir conversar com ela. Carmen revela a Helena que em sua casa anda acontecendo o pior. Inês chega à escola para conversar com Helena. Inês revela que Frederico quer se divorciar dela de uma vez por todas. Inês diz que Carmen está sofrendo. Não bastasse, ela diz que terá que mudar de bairro e Carmen terá que deixar a escola. Inês conta a Helena que vai morar na casa de sua mãe com seus filhos, pois não tem dinheiro para pagar as despesas. Aflita, Inês pede a ajuda de Helena para conversar com Carmen. Helena chega à sala de aula e pede para os alunos irem para a aula de música com a professora Matilde. Helena diz que precisa conversar com Carmen. Na sala de música, os alunos perguntam à professora Matilde por que ela estava de pijama. Matilde fica sem graça e desconversa. Helena conversa com Carmen e diz que a menina passará por uma situação difícil, pois terá que mudar para outro bairro, morar com a avó. Comovida, Helena revela à garota que ela terá que mudar de escola.

Capítulo 30, sexta-feira, 24 de abril

Carmen pede para a professora lhe ensinar o caminho da casa de sua avó até a escola, pois ela irá sozinha. Helena tenta explicar a Carmen que é perigoso ela atravessar a cidade sozinha. Carmen chega à aula de música desolada. Laura e Davi percebem a tristeza da amiga. Os dois decidem ir até a sala de aula conversar com Helena. Helena revela a Laura e Davi que Carmen terá que mudar de escola. Laura pergunta por que Helena expulsou Carmen. A professora explica que a família de Carmen está com problemas, vai se mudar para uma bairro afastado da cidade. Ao saber da situação da colega, Jaime chama Carmen para uma conversa e afirma que tem um plano. Jaime se oferece para pegar Carmen todos os dias pela manhã na casa da avó dela. Carmen fica agradecida e dá um beijo no rosto de Jaime. Helena conta a Olívia que Carmen vai deixar a escola. Carmen conta a Helena que Jaime se ofereceu para pegá-la na casa de sua avó todos os dias pela manhã. Helena vai à diretoria e pede para Olívia não dar baixa na matrícula de Carmen, pois Jaime encontrou uma solução. Rígida, Olívia aconselha Helena a não se meter na vida dos alunos da porta da escola para fora. Helena conta a Olívia a boa atitude de Jaime. Olívia afirma que boas ações não preenchem um boletim. Jaime e Carmen conversam com Helena. Jaime comenta que vai falar com seu pai sobre a ideia de ir buscar Carmen todos os dias.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.